Publicações

Ciência e Pesquisa: o aporte da Ciência da Informação para avaliação e inovação em Ciências Sociais e Humanidades

Vários autores, v. 6, 2021

A sexta edição buscou possibilitar um diálogo interdisciplinar sobre a avaliação da pesquisa e a inovação em pós-graduação, especialmente das áreas sociais e humanas, considerando as discussões epistemológicas e metodológicas da CI como fundamentais para estruturar e analisar esses temas. Dessa maneira, trabalhamos com duas linhas norteadoras. A primeira é a avaliação das ciências sociais e humanas, políticas informacionais e a crítica às métricas, de forma a entender as tendências nacionais e internacionais de avaliação de pesquisa, que passam de uma perspectiva quantitativa (apoiada especialmente em estudos estatísticos voltados à publicação de periódicos) para uma perspectiva que valoriza o itinerário institucional e o percurso intelectual de seus pesquisadores, e que considera metodologias qualitativas mais abrangentes. A segunda buscou, na inovação e na aproximação da universidade com a sociedade e outras instituições, indicadores de impacto mais amplos e efetivos, com aderência às demandas sociais, e que possibilitem o desenvolvimento, tanto na universidade como fora dela, de alunos, professores, pesquisadores, técnicos e sociedade de maneira geral.

Tendências de pesquisa no PPGCI/UFF: abordagens e perspectivas
Vários autores, 2021

Esta coletânea quer comemorar a vitória dos 10 anos – durante os quais o PPGCI/UFF atravessou diferentes situações da recente história brasileira, algumas vezes de estímulo à educação superior e à pós-graduação, outras de dificuldades – e, igualmente, mostrar a contribuição que, pelo exercício de sua função de formar profissionais e pesquisadores comprometidos com a democratização da ciência e da informação, o programa tem dado a nosso país. Nada disso teria sido alcançado sem o trabalho físico e intelectual dos docentes, egressos, alunos, funcionários técnico-administrativos, que, por sua vez, contaram sempre com a colaboração e o apoio da estrutura da UFF.
Os trabalhos aqui reunidos dão uma visão impressionista do programa. Seria impossível, por diferentes razões, representar toda a classe de objetos, abordagens teóricas e metodologias das pesquisas realizadas, mas acreditamos que o conjunto alcançado permite entrever e sugerir quão amplo é esse leque.

Formato ePUB – Para leitura, é necessário o uso de aplicativos compatíveis com o formato, de licença gratuita ou proprietária de sua preferência, considerando o dispositivo utilizado (PC/Laptop ou Tablet/Smartphone). Sugere-se que, para a leitura deste ePUB, não se use a visualização em colunas.

O PPGCI/UFF nos Enancib: trabalhos premiados
Vários autores, 2021

Esta publicação, em comemoração aos 10 anos do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal Fluminense (PPGCI/UFF), reúne artigos produzidos por seus docentes e/ou discentes premiados em diferentes Grupos de Trabalho nos Encontros Nacionais de Pesquisa em Ciência da Informação (Enancib) desde a criação de nosso Programa, cobrindo de 2009 a 2020.

Formato ePUB – Para leitura, é necessário o uso de aplicativos compatíveis com o formato, de licença gratuita ou proprietária de sua preferência, considerando o dispositivo utilizado (PC/Laptop ou Tablet/Smartphone). Sugere-se que, para a leitura deste ePUB, não se use a visualização em colunas.

livro-5

Produção, Tratamento, Disseminação e Uso de Recursos Informacionais Heterogêneos: diálogos interdisciplinares
Vários autores, v. 5, 2018

Este volume, produto do V Seminário de Estudos da Informação, tem como tema o diálogo interdisciplinar sobre a produção, tratamento, disseminação e uso de recursos informacionais heterogêneos, advindos de instituições de memória e cultura como os arquivos, bibliotecas e museus. Nesta edição, inaugurou-se também uma modalidade inovadora de chamada de trabalho, voltada para os estudantes de pós-graduação, convidados a apresentarem seus projetos de pesquisa em andamento. O livro aborda os seguintes tópicos: Aquisição, Seleção e Avaliação de Acervos; Produção, Organização e Descrição de Acervos; Recuperação e Acesso. Tais eixos constituem-se nos elementos estruturantes do fazer informacional no campo dos arquivos, bibliotecas e museus. Para além da estrutura organizacional do evento, dois conceitos fizeram parte de diversos debates durante o evento que foram conceitualmente discutidos.

Ética e políticas da informação: agentes, regimes e mediações
Vários autores, v. 4, 2018

Na sociedade contemporânea, a ética é cada vez mais um valor reclamado social e politicamente por todos. Naturalmente, a ética e suas consequências em termos de comportamento transformaram-se, também, em objeto de estudo de diferentes áreas do saber.

Na Ciência da Informação, apesar da reflexão de alguns importantes autores, o estudo das relações entre a ética e a informação precisa ser aprofundado e, no Brasil, são poucas as publicações dedicadas a essa temática. Esta coletânea parte do pressuposto de que as ações, recursos e regimes de informação, pelas condições culturais e tecnológicas de seus modos de manifestação, afetam globalmente as atividades científicas e os domínios da atividade social – saúde, educação, economia, direito, política e modos de governança -, e que a ética (ou sua ausência) impacta em todas as instâncias. Daí o espaço aqui reservado para análise dos princípios valorativos e dos marcos normativos da informação, visando à ponderação dos seus efeitos, das potencialidades de inovação política, econômica e social e dos prejuízos do déficit informacional na vida concreta dos cidadãos. […] Os textos se distribuem em dois eixos: ética da informação e direito à informação; e ética e política da informação – estudos transversais. Este último eixo agrega estudos mais pontuais e resultados de pesquisas. A publicação apresenta o atual patamar de reflexão sobre a relação entre ética e informação, ao mesmo tempo que fornece material para o avanço dos estudos sobre a temática e suscita refinamentos em nosso agir informacional, como acadêmicos e como cidadãos, na construção de uma sociedade mais ética e justa.

Formato ePUB – Para leitura, é necessário o uso de aplicativos compatíveis com o formato, de licença gratuita ou proprietária de sua preferência, considerando o dispositivo utilizado (PC/Laptop ou Tablet/Smartphone). Sugere-se que, para a leitura deste ePUB, não se use a visualização em colunas.

etica_inf_livro_capa

Ética da Informação: perspectivas e desafios
Maria Nélida González de Gómez; Regina de Barros Cianconi (organizadores), 2017

As questões em torno da ética ganham espaço cada vez maior em todos os países e são inúmeros os enfoques possíveis a um tema tão rico. Abordar a ética sob as diferentes perspectivas que a envolvem é tarefa de extrema complexidade, exigindo recortes e clara contextualização. A opção que deu origem à presente coletânea consiste na abordagem de temáticas relacionadas à ética da informação, que constitui arcabouço teórico amplo e ainda pouco discutido, em especial no contexto da Ciência da Informação. A proposta é decorrente de discussões e reflexões no âmbito do Grupo de Pesquisa Infoética – Estudos de Epistemologia, Ética e Política de Informação, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal Fluminense (PPGCI/UFF), que desde 2014 reúne pesquisadores, docentes e alunos de pós-graduação visando à consolidação de algumas discussões travadas no ambiente
do grupo de pesquisas e à participação na construção de conhecimento científico a partir de pesquisa e reflexão sobre as diferentes nuances da ética da informação.

livro-1-1

Gestão do Conhecimento, da Informação e de Documentos em Contextos Informacionais
Vários autores, v. 3, 2014Neste terceiro volume, produto das conferências e palestras proferidas no III Seminário de Estudos da Informação, que teve como temática central de discussão a Gestão do conhecimento, da informação e de documentos em contextos informacionais, promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, da Universidade Federal Fluminense. A obra se propõe a consolidar a iniciativa inaugurada em 2009, com a primeira edição do seminário,continuando a oferecer ao leitor um espaço de reflexão e crítica sobre temas relevantes para os profissionais das áreas de Arquivologia, Biblioteconomia e Ciência da Informação.

livro-3-1

Arquivologia, Biblioteconomia e Ciência da Informação: Identidades, Contrastes e Perspectivas de Interlocução
Vários autores, v. 2, 2012Esta coletânea reúne a maioria das conferências e palestras proferidas no II Seminário de Estudos da Informação, realizado de 26 a 28 de setembro de 2011,pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação – Mestrado, da Universidade Federal Fluminense. A obra se propõe a consolidar a iniciativa inaugurada em 2009, com a primeira edição do seminário, continuando ao oferecer ao leitor um espaço de reflexão e crítica sobre temas relevantes para os profissionais das áreas de arquivologia, biblioteconomia e Ciência da Informação.

livro-2-1

Documento: Gênese e Contextos de Uso
Vários autores, v. 1, 2010Nos últimos vinte anos a temática do documento vem suscitando reflexões que justificam o que importantes autores do campo informacional nomeiam de”movimento de neodocumentação” ou “redocumentalização”: um retorno ao documento após décadas de relativo apagamento em favor da centralidade da informação.No Brasil inicia-se recentemente movimento teórico que reinstala o documento na base das atividades práticas e reflexivas ditas informacionais, especialmente pela via da releitura dos autores clássicos e contemporâneos da Documentação europeia. A multiplicidade de perspectivas e níveis de atuação sobre o documento indica a necessidade e a riqueza de trazer para debate um conjunto de disciplinas envolvidas nos seus diversos usos sociais.Assim, a coletânea busca contemplar diferentes abordagens teórico-filosóficas e pragmáticas de intervenção documentária, sob enfoques da Ciência da Informação, da Biblioteconomia, da Documentação, da Arquivologia, da Diplomática, e da História –dando início à Série Estudos da Informação, que tem o objetivo de promover reflexões sobre temáticas ou abordagens inovadoras, polêmicas ou pouco exploradas no cenário informacional brasileiro, oferecendo material para estudos e pesquisa.

capa_livro_ma_luiza-204x300

Linguagem Documentária
Maria L. de A. Campos, 2001

Pretende-se com este trabalho apresentar os autores e seus estudos considerados seminais, que deram bases para a fundamentação das linguagens documentárias. Como os instrumentos de representação/recuperação têm a função de permitir a comunicação entre uma base documental, ou informacional, e o usuário, foram buscadas bases terminológicas, uma vez que a comunicação, neste caso, é feita através da linguagem. Dessa forma, serão apresentadas, numa perspectiva histórica e conceitual, as Teorias da Classificação Facetada de Shialy Ramamrita Ranganathan, a Teoria Geral da Terminologia de Eugen Wüester e a Teoria do Conceito de Ingetraut Dahlberg. Busca-se, assim, um núcleo comum de conhecimento, que envolve as questões do conceito, do termo e de suas relações, visando ao estabelecimento de sistemas de conceitos mais bem estruturados, para a elaboração de linguagens documentárias.